Ultrassom Endoscópico para dor abdominal de causa indeterminada

Microcálculos e barro biliar

Paciente com dor no abdome superior de causa indeterminada ou episódios de pancreatite aguda devem ser investigados para microcálculos ou barro biliar na vesícula ou nos canais hepáticos. Nos casos em que a vesícula já foi removida previamente, mas que persiste dilatação ou alterações de enzimas hepáticas também devem ser investigados. Esses microcálculos são constituídos de colesterol, bilirrubinato ou carbonato de cálcio que medem menos de 2mm; o barro contém cristais em suspensão, mucina, glicoproteínas e restos celulares.

Imagem Ultrassom Endoscópico para dor abdominal de causa indeterminada

O ultrassom endoscópico pode avaliar a presença de microcálculos ou barro biliar com sensibilidade superior aos métodos de imagem tradicionais como o ultrassom abdominal, tomografia computadorizada e a ressonância. Além disso, pode auxiliar a detectar outras doenças que podem causar pancreatite como: pâncreas divisum, tumores pancreáticos intraductal produtores de mucina (conhecidos como IPMN), pancreatite crônica, pancreatite autoimune, pseudocistos pancreáticos ou tumores periampulares.